Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdae.org.br/jspui/handle/123456789/473
Title: Deusas em preto e branco, uma experiência de educação popular
Authors: RIBEIRO, Marlene
SILVEIRA, Sandra Beatriz Morais da
Keywords: EDUCAÇÃO POPULAR;MULHERES;GÊNERO;EDUCAÇÃO DE GÊNERO;EDUCAÇÃO ÉTNICO-RACIAL;RACISMO;DISCRIMINAÇÃO RACIAL;PRECONCEITO RACIAL;EDUCAÇÃO POPULAR
Issue Date: 2004
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: SILVEIRA, Sandra Beatriz Morais da. 2004. 132f. Deusas em preto e branco, uma experiência de educação popular. 2004. 132f. Dissertação (Mestrado em Educação) Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação. 2004. Porto Alegre. Orientador(a): Marlene Ribeiro.
Abstract: Esta dissertação aborda um estudo de caso da experiência educacional realizada pela Organização não Governamental Themis, cuja missão é promover, defender e proteger os direitos humanos das mulheres. A pesquisa foi realizada com um grupo de mulheres cuja identidade racial abrange negras, brancas e indígena, residentes nos municípios de Canoas e Porto Alegre, no estado do Rio Grande do Sul. Todas são lideranças comunitárias que concluíram o curso de formação de Promotoras Legais Populares (PLPs), coordenado pela ONG Themis-Assessoria Jurídica e Estudos de Gênero. O período em estudo vai de 1996 a 2000, quando foi incluída a temática racial no programa do curso de formação das PLPs. Os fundamentos dessa pesquisa empírica/teórica estão no campo dos estudos sobre gênero, raça e educação popular, com ênfase no conceito de exclusão social. Trabalhei na perspectiva de compreender, a partir do ponto de vista das PLPs, se a inclusão da temática racial junto ao curso de formação de PLPs contribuiu ou não para a construção de suas identidades raciais e nas suas práticas sociais e políticas, como sujeitos multiplicadores de cidadania e defesa dos direitos das mulheres. A experiência educacional é um recurso muito recorrente utilizado pelos movimentos sociais e pelas ONGs, como uma forma de suprir a ausência do Estado em responder pela construção plena da cidadania de todos brasileiros e brasileiras. Portanto, a pesquisa tem por referência um projeto pedagógico cujo objetivo é evidenciar o fenômeno do racismo, do patriarcalismo existente na sociedade brasileira, buscando resgatar ou reconstruir relações raciais, de gênero e classe social, baseadas no respeito às diferenças e no acesso universal dos direitos, bem como aos bens e serviços a todos e a todas.
Description: Biblioteca Setorial de Educação
URI: http://www.bdae.org.br/dspace/handle/123456789/473
Appears in Collections:Educação e Gênero

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

Admin Tools