Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdae.org.br/jspui/handle/123456789/387
Title: Política nacional de qualificação profissional: a comissão municipal de emprego em Campos dos Goytacazes/RJ em análise
Authors: LOPES, Isabel Cristina Chaves
FREIRE, Lúcia Maria de Barros
Keywords: EDUCAÇÃO E TRABALHO;EDUCAÇÃO DO TRABALHADOR;EDUCAÇÃO PARA O TRABALHO;QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL;EDUCAÇÃO PROFISSIONAL;PLANFOR
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Citation: LOPES, Isabel Cristina Chaves. Política nacional de qualificação profissional: a comissão municipal de emprego em Campos dos Goytacazes/RJ em análise. 2003. 123f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social. 2003. Rio de Janeiro. Orientador(a): Lúcia Maria de Barros Freire.
Abstract: Sendo os níveis crescentes de desemprego característica da estrutura político-econômica deste novo modelo de acumulação de capital, é praticamente certa a impossibilidade do resgate pelo mercado de trabalho que hoje amplia e modifica o perfil do atual exército de reserva. Principalmente quando propostas como a do PLANFOR (Plano Nacional de Formação Profissional) se efetuam sem uma base de articulação entre as plíticas públicas, objetivando garantir bons salários, vínculos empregatícios consistentes e um nível de vida qualitativo à força de trabalho. A questão da qualificação profissional e seu controle social hoje, no Município, inserida nos estudos da metamorfose do mundo do trabalho e na dimensão ética das políticas públicas de geração de renda e meprego financiadas com o dinheiro público advindo do FAT, é o que objetivamos abordar nesta pesquisa. Nesta instância denominada Comissão Municipal de Emprego, que tem suas ações voltadas para um processo de ampliação dos níveis de ocupação, com olhar focalizado em determinados segmentos sociais excluídos, identificamos algumas questões que procuramos apresentar com maior detalhamento e análise. Alguns destes problemas foram: ausência de diagnósticos locais no tratamento da aplicação da referida política ; falta de diagnósticos locais no tratamento da aplicação da referida política; falta de articulação entre as políticas públicas; atrelamento ao poder público e falta de estrutura material e física para o trabalho de seus membros. Concluímos que a participação da sociedade civil organizada na definição de prioridades e no acompanhamento da execução de programas, envolve na prática inúmeros complicadores, que vão desde as questões relativas à cultura política de cada localidade, até a falta de recursos que garantam o mínimo de condições a esta participação. Estas questões devem ser identificadas e trabalhadas em nome do exercício democrático.
Description: Biblioteca UERJ
URI: http://www.bdae.org.br/dspace/handle/123456789/387
Appears in Collections:Educação do Trabalhador

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

Admin Tools