Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/123456789/1433
Título: A INFRAÇÃO INFANTO-JUVENIL E SEU INVENTÁRIO NA HISTÓRIA INFANTIL DE MALTRATO FÍSICO: UM OLHAR COMPLEXO SOBRE A VITIMIZAÇÃO E AS ESTRATÉGIAS DE RESISTÊNCIA
Autor(es): GROSSI, Patrícia Krieger
AMARO, Sarita Teresinha Alves
Palavras-chave: CRIANÇAS E ADOLESCENTES;MALTRATOS;PROTEÇÃO
Data do documento: 2002
Editor: PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL
Resumo: A TESE APRESENTA A QUESTÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NO BRASIL, EXCURSIONANDO PELO DIAGNÓSTICO QUANTI-QUALITATIVO E AS PRODUÇÕES CIENTÍFICAS JÁ DESENVOLVIDAS. A ORIGINALIDADE DO TRABALHO RESIDE NO RESGATE DA RELAÇÃO INTERFENOMENAL ENTRE O MALTRATO FÍSICO VIVIDO NA INFÂNCIA E A PRÁTICA DE ATOS INFRACIONAIS, PELO SUJEITO INFANTO-JUVENIL. ASSIM ORIENTADA, A AUTORA OCUPA-SE DE RECONSTRUIR E RECOMPOR AS RECIPROCIDADES ENTRE OS FENÔMENOS, CLARIFICANDO SUA GÊNESE NAS MALHAS DO PODER ADULTOCÊNTRICO E PARENTAL, NA VITIMIZAÇÃO E NA FRÁGIL REDE INSTITUCIONAL DE PROTEÇÃO À INFÂNCIA E À ADOLESCÊNCIA. O INVENTÁRIO A QUE O ESTUDO SE PROPÕE, EMPREGA A HISTÓRIA DE VIDA COMO MÉTODO DE COLETA DE DADOS E A ANÁLISE DE DISCURSO FOUCAULTIANA; REUNIDOS NA PERSPECTIVA EPISTEMOLÓGICA DO PARADIGMA DA COMPLEXIDADE, DE EDGAR MORIN. AO ASSUMIR TAL OPÇÃO EPISTEMOLÓGICA, A AUTORA APRESENTA UMA CONVOCATÓRIA À RUPTURA COM O NATURAL-DETERMINISMO DAS TEORIAS DE REPRODUÇÃO, HISTORICAMENTE RESPONSÁVEIS PELA CONSTRUÇÃO SOCIAL DO FENÔMENO DA VITIMIZAÇÃO, NUMA PERSPECTIVA FATALISTA. EM SEU LUGAR, PROPÕE QUE SEJAM ORGANIZADAS NOVAS PREMISSAS, QUE RESTAUREM O DIÁLOGO COM A COMPLEXIDADE DO FENÔMENO, PERCEBENDO-O EM SUAS FISSURAS, INTERSTÍCIOS E DESCONTINUIDADES. ASSIM PROCEDENDO, A TESE IDENTIFICA UMA POSSIBILIDADE/POTENCIALIDADE EMANCIPATÓRIA NO TRAJETO FENOMENAL, A QUAL VAI SENDO EXPLICITADA, AO LONGO DA ANÁLISE, COMO RESISTÊNCIA E EMPOWERMENT DOS SUJEITOS VITIMIZADOS. TODO O TRABALHO E OLHAR CIENTÍFICO DA TESE ESTÃO ATRAVESSADOS PELA EXPERIÊNCIA DA AUTORA QUE, SEJA POR SUA CONDIÇÃO DE ASSISTENTE SOCIAL ATUANTE JUNTO A POLÍTICAS SOCIAIS RELACIONADAS À INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA, SEJA POR SEU TRABALHO DE PESQUISADORA, TEM SE DEBRUÇADO E MILITADO SOBRE A QUESTÃO. EM VISTA DISSO E NO RUMO DAS CONCLUSÕES EMANADAS DA TESE, APRESENTA ORIENTAÇÕES E PERSPECTIVAS AO TRABALHO DO SERVIÇO SOCIAL JUNTO ÀS PRÁTICAS DE PROTEÇÃO DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA, COM VISTAS AO FORTALECIMENTO DE SUAS REDES INSTITUCIONAIS E SOCIAIS.
Descrição: BIBLIOTECA CENTRAL DA PUCRS
URI: http://www.bdae.org.br/dspace/handle/123456789/1433
Outros identificadores: Doutorado
SERVIÇO SOCIAL
EXCLUSIVO
Aparece nas coleções:Adolescentes em Processo de Exclusão Social

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este arquivo é protegido por direitos autorais



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.

Ferramentas do administrador